top of page
Buscar
  • Foto do escritorJéssica Reis

Direto do Vaticano: Carlo Acutis e Ano da Oração

A PASCOM deseja a participação ativa dos paroquianos da família Bom Pastor. Diante disso, essa publicação é fruto de indicação, que pode ser vista na íntegra no link ao final desse texto. Obrigada a todos que nos ajudam a fortalecer a Pastoral da Comunicação! Tem alguma dica de tema a ser publicado? Entre em contato conosco!



Santos de calça jeans e tênis


O Papa Francisco recebeu em audiência na manhã de quinta-feira, 23 de maio, o prefeito do Dicastério das Causas dos Santos, Card. Marcello Semeraro. O Pontífice autorizou a publicação de alguns decretos, entre quais consta o reconhecimento do milagre atribuído à intercessão do Beato Carlo Acutis. Fiel leigo, Carlo nasceu em 3 de maio de 1991 em Londres (Inglaterra) e morreu em 12 de outubro de 2006 em Monza (Itália). A sua festa, portanto, é celebrada no mesmo dia de Nossa Senhora Aparecida. Aliás, são muitos os fatos na vida de Carlo que o ligam ao Brasil, a começar pelo milagre com o qual foi beatificado, verificado em Campo Grande (MS).


Desde cedo, Carlo demonstrou uma grande habilidade para a informática, dom que utilizou no serviço aos outros e na divulgação de conteúdos de formação cristã, como a exposição sobre os milagres eucarísticos. Em setembro de 2006, surgiram os primeiros sinais de doença e, após o diagnóstico, uma leucemia fulminante. Com total confiança, entregou a Deus o pouco tempo de vida que lhe restava. Faleceu no dia 12 de outubro de 2006 e foi beatificado no dia 10 de outubro de 2020.


Ao recordar este evento, um dia depois, no Angelus dominical, o Papa Francisco afirmou: Carlo Acutis “não se acomodou numa imobilidade confortável, mas colheu as necessidades do seu tempo, porque viu o rosto de Cristo nos mais frágeis. O seu testemunho mostra aos jovens de hoje que a verdadeira felicidade se encontra pondo Deus em primeiro lugar e servindo-O nos irmãos, especialmente nos últimos. Um aplauso ao novo jovem beato da geração atual!”. O beato foi um dos patronos da JMJ de Lisboa e os seus restos repousam na cidade italiana de Assis.




Ano da Oração


O Catecismo afirma: «Quando ora, Jesus já nos ensina a orar» (n. 2607). Portanto, a partir do exemplo do Mestre, o Papa ressaltou algumas caraterísticas da oração cristã. Antes de mais, possui um primado: é o primeiro desejo do dia, algo que se pratica ao amanhecer, antes que o mundo desperte. Um dia vivido sem oração corre o risco de se transformar numa experiência aborrecida ou tediosa, afirma Francisco. A oração é, antes de mais nada, escuta e encontro com Deus.


Em segundo lugar, a oração é uma arte a praticar com insistência: “O próprio Jesus diz-nos: batei, batei, batei à porta. Todos somos capazes de orações episódicas, que nascem da emoção de um momento; mas Jesus educa-nos para outro tipo de oração: aquela que conhece uma disciplina, um exercício e é assumida no âmbito de uma regra de vida. A oração perseverante produz uma transformação progressiva, fortalece em tempos de tribulação, concede a graça de ser amparados por Aquele que nos ama e nos protege sempre”.




Texto: Jéssica Reis

Pascom - Paróquia do Bom Pastor


Referências para elaboração dessa publicação:

12 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page